A história do câmbio automático está envolvida em muita polêmica e até guerra. Dizem que o primeiro modelo de câmbio automático teria sido esboçado em 1904, nos Estados Unidos. Contudo, foi na França de 1936 que surgiu e funcionou o primeiro modelo de veículo com transmissão automática – o sofisticado Peugeot 202, criado pelo industrial e o inventor Gaston Fleischel. A Primeira Guerra Mundial fez com que os Estados Unidos tomassem todas as patentes da França.

No Brasil, o primeiro câmbio automático chegou com o Cadillac 1941, da norte americana General Motors. O veículo era equipado com o sistema Hydra-Matic, que apresentava três engrenagens planetárias operadas hidraulicamente e a ausência do pedal da embreagem, substituído pelo acoplamento do fluido dentro do conjunto da transmissão.

Todavia, carecia ainda de um conversor de torque que chegou no mercado em 1950, desenvolvido também pela General Motors. O Dynafflow foi o primeiro conversor de torque fluido produzido em grande escala.

Somente no final da década de 60 é que o Brasil veio a fabricar seu primeiro veículo (o Ford Galaxie) com a transmissão automática.

Procurar Dica

Entrar / Login

Agendar Revisão